Risco de acidentes ainda é realidade nas cooperativas.

“Muito foi conquistado com relação aos acidentes de trabalhos. Através de atuações sérias e responsáveis dos sindicatos, as cooperativas entenderam que era necessário disponibilizar aos trabalhadores todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) necessários e ainda implantar nas cooperativas a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes- CIPA, mas mesmos assim os riscos de acidentes ainda é grande e é uma realidade”. A constatação é do presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas em Cooperativas no Brasil – Fenatracoop Mauri Viana Pereira ao falar sobre o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho que é lembrado e evidenciado no Brasil no próximo sábado dia 27 de julho. De acordo com o presidente da Fenatracoop, dados do Ministério da Previdência Social, demonstram que o índice de acidentes está diminuindo em relação ao ano passado, porém o número ainda é alto: a Organização Internacional do Trabalho (OIT) afirma que o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking mundial de países com altos índices de acidentes trabalhistas. “Em todos os setores e nas cooperativas não é diferentes, acidentes acontecem diariamente, uns com mais, outros com menos gravidades, mas a verdade é uma só: lamentavelmente, os acidentes de trabalho ainda é uma realidade no nosso país”, lamenta Mauri Viana ao revelar que muitos acidentes acontecem por falta de uso dos equipamentos de segurança o que para o líder sindical e ainda mais lamentável. Fonte: Fenatracoop