UGT reúne-se com ministro da Previdência Social.

pcpatahgari-001.jpg

O presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi (E), o presidente nacional da UGT, Ricardo Patah, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves e o secretário nacional de Relações Institucionais da UGT, Miguel Salaberry

 


Os dirigentes da UGT - União Geral dos Trabalhadores reuniram-se na feira-feira, (25/6), em Brasília, com o Ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves (PMDB/RN). O encontro contou com a presença do presidente nacional da UGT, Ricardo Patah; do secretário nacional de Relações Institucionais da UGT, Miguel Salaberry Filho e do presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi.
 
Em pauta, o presidente nacional da UGT, Ricardo Patah, falou ao ministro da necessidade do debate sobre a política de reajuste do salário dos aposentados e pensionistas,  e da participação da UGT no Conselho Nacional da Previdência, além da organização do Sindicato Nacional dos Aposentados, Aposentadas e Pensionistas da UGT.
O ministro se mostrou sensível às colocações do presidente Patah, e informou que estará conversando com o ministro-chefe da Casa Civil, Aloízio Mercadante (PT-SP), no sentido de agendar uma reunião com as centrais sindicais e preparar negociações visando a valorização dos aposentados e aposentadas brasileiras.
 
Outro assunto apresentado pelo secretário nacional de Relações Institucionais da UGT, Miguel Salaberry Filho, foi quanto a informalidade dos trabalhadores que não possuem registro em carteira de trabalho, prejudicando dessa forma a capitalização da previdência social. "Além desses trabalhadores ficarem à mercê dos seus direitos trabalhistas, se nós, dirigentes sindicais e o governo federal, através do Ministério do Trabalho e Emprego e do Ministério da Previdência Social não agirmos de forma para que sejam formalizados (trabalhadores sem carteira assinada), quem sofrerá com isso serão as futuras gerações de trabalhadores, pois sem um sistema de previdência social forte, não haverá recursos para contemplar as aposentadorias", concluiu Salaberry.
 
Na oportunidade, o presidente da UGT-PARANÁ, comentou com o ministro Garibaldi Alves sobre a organização dos aposentados e pensionistas no estado do Paraná, cujo Sindicato dos Aposentados, é liderado pelo companheiro Luiz Carlos Silva de Oliveira, que também preside a FESMEPAR - Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos no Paraná.

pcpatahgari-002.jpg
Na reunião com o ministro Garibaldi, os dirigentes da UGT apresentaram questões quanto ao reajuste dos aposentados e pensionistas e a informalidade dos trabalhadores sem registro na CTPS.

Fonte: UGT-PR

Post: Alexandre Drulla

Fotos: Mario de Gomes