País fecha 62,8 mil vagas de empregos em abril

O mercado formal de trabalho registrou em abril a perda de 62,844 mil postos com carteira assinada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. Foi o 13º mês consecutivo de queda no nível do emprego. No mesmo período do ano passado, foram fechadas 97.828 vagas. O melhor resultado para o mês foi registrado em 2010. quando foram criados 305.088 postos.

Embora o número não indique uma recuperação do mercado de trabalho, ele traz uma pequena desaceleração no fechamento de vagas. Foi o menor número de postos de trabalho fechados nos últimos 12 meses. No acumulado do ano, na série ajustada, foram perdidos 378 mil empregos. Nos últimos 12 meses, foram 1,8 milhão de postos fechados.

O encerramento de vagas se concentrou no comércio, que fechou 30,5 mil postos de trabalho em abril. Em seguida, vêm os setores da construção (-16 mil), indústria (-15,9 mil) e serviços (-9,9 mil). A administração pública abriu 2,2 mil postos de trabalho e a agricultura, 8 mil.

No Paraná, foram fechados 1,1 mil postos de trabalho em abril. O estado teve desempenho melhor do que os outros dois estados do Sul – em Santa Catarina, foram perdidos 2,7 mil empregos, enquanto no Rio Grande do Sul a redução foi de 7,3 mil vagas. O fechamento de empregos no estado se concentrou na região metropolitana de Curitiba, onde foram encerrados 1,8 mil postos de trabalho, enquanto no interior houve a abertura de 661 vagas.

O saldo do mês foi melhor do que o registrado em abril do ano passado, de -2 mil empregos. De janeiro a abril, o estado perdeu 6,5 mil postos de trabalho, o único resultado negativo da Região Sul.

Fonte: Gazeta do Povo