Renault e Volks paralisam produção e dão férias coletivas para trabalhadores no Paraná

A Renault/Nissan deu férias coletivas, a partir da última segunda-feira (20), a cerca de 150 trabalhadores das linhas dos furgões Master e Frontier que atuam na fábrica de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Segundo a montadora, o motivo é a adequação da produção à demanda – em maio, a companhia contratou 500 trabalhadores para reforçar a produção de automóveis destinados à exportação.

A Volkswagen também decidiu colocar em São José os trabalhadores das linhas da família Fox e do Golf em férias coletivas por dez dias, a partir de segunda, conforme o Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba e Região. A produção do Audi A3 também está parada.

No caso da Volks, a paralisação da produção atinge as três fábricas de automóveis do grupo no país, o que gerou uma dispensa temporária de mais de 13 mil trabalhadores. O motivo novamente é a falta de bancos e estruturas fornecidos pela Keiper, do grupo Prevent.

A Volkswagen confirmou as paralisações por falta de peças, mas não deu detalhes. Não há informações se as fábricas paulistas voltarão a produzir nesta quarta (22).

O grupo Prevent tornou-se fornecedor exclusivo dos componentes após adquirir várias fábricas do ramo. O advogado do grupo, Cesar Hipólito Pereira, informou que “não procede” a informação da montadora de que as entregas estão suspensas.

Fonte: gazeta do povo