Trabalhadores cooperativistas discutirão saúde e segurança no trabalho.

O SINTRACOOSUL e a FETRACOOP- Federação dos Trabalhadores Celetistas em Cooperativas no Estado do Paraná, com apoio da UGT-PARANÁ, irá realizar o 1º Seminário Estadual sobre Saúde e Segurança no Trabalho. Esse seminário será apresentado em três grandes centros do estado: Cascavel, Londrina e Curitiba. A principal proposta desse seminário é abrir uma discussão tripartite (trabalhadores, empregadores e poder público) sobre causas e efeitos das condições de trabalho a que são submetidos os empregados nos diversos segmentos das cooperativas paranaenses. O presidente da FETRACOOP, Clair Spanhol, lembra do caso dos trabalhadores nos frigoríficos, expostos a grandes riscos e perigos para a saúde. “Temos casos de trabalhadores que chegaram a ter danos físicos irreversíveis”, alerta Spanhol. Para esse seminário da FETRACOOP já estão confirmadas as presenças de técnicos da Fundacentro-Paraná; Secretaria Estadual de Saúde; Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego e Economia Solidária; além de representantes da OCEPAR-Organização das Cooperativas do Estado do Paraná. “Com esse seminário queremos a criação de uma convenção coletiva estadual, tripartite, objetivando a integridade física dos trabalhadores no ambiente de trabalho” adiantou Clair Spanhol. Esse seminário irá discutir além de questões específicas por ramo de atividade, a relação de gênero em alguns postos de trabalho. “Em alguns setores produtivos das cooperativas, a mão de obra feminina é muito grande. Devido à falta de ações efetivas dos empregadores, muitas mulheres sofrem danos à saúde. Por isso  temos de discutir e encontrar soluções para todos os setores das cooperativas”, frisou Spanhol. O presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi, lembrou da importância de encontrar soluções práticas para esse segmento produtivo, “temos mais de 60 mil trabalhadores nas diversas cooperativas paranaenses. E somente vamos poder mudar a realidade das condições de trabalho com a ação efetiva dos sindicatos de trabalhadores, com a intenção dos empregadores e a fiscalização do poder público no cumprimento das normas de segurança no trabalho”. Os dirigentes da FETRACOOP e da UGT-PARANÁ ressaltam a grande receptividade que tiveram por parte do secretário de Estado do Trabalho e Emprego, Luiz Claudio Romanelli e do superintendente da Secretaria de Estado da Saúde, Sezifredo Paz ao projeto de realização desse seminário. “para nós líderes sindicais é muito importante vermos que o governo do Estado do Paraná está construindo um canal de relações para buscar melhorias nas condições de vida dos trabalhadores”, destacou Joel Martins Ribeiro, presidente do SINTRACOOSUL e tesoureiro da FETRACOOP. A primeira etapa do 1º Seminário Estadual sobre Saúde e Segurança no Trabalho será dia 29 de novembro em Cascavel. Foto: Paulo Rossi, presidente da UGT-PARANÁ (esq); Joel Martins Ribeiro, presidente do SINTRACOOSUL; Luiz Cláudio Romanelli secretário estadual do Trabalho e Emprego; Clair Spanhol, presidente da FETRACOOP; Rogério Kormann, presidente do SECOOMED-PR e Nuncio Mannala assessor da Secretaria Estadual do Trabalho e Emprego. Foto: Rogério Kormann, presidente do SECOOMED-PR (esq.); Romeu Munaretto, assessor da Secretaria de Estado da Saúde; Paulo Rossi, presidente da UGT-PARANÁ, Sezifredo Paz superintendente da Vigilância Sanitária da Secretaria Estadual da Saúde; Clair Spanhol, presidente da FETRACOOP; Joel Martins Ribeiro, presidente do SINTRACOOSUL; e José Altair Constantino, presidente do SITRASCOOP.